quarta-feira, 7 de março de 2012

Sobre o amor...

Sempre disse que eu queria ter uma barriga estilo janelinha de avião para poder observar o que acontece dentro de mim... Para poder ver dia a dia meu bebê, acompanhar o crescimento... ver se está tudo bem... brincar com ela através do vidro...
Aí nesta madrugada quando a sessão de hidroginástica da Helena resolveu começar as 3 da manhã e me acordou fiquei pensando nela... em como será seu rostinho... seu temperamento... sua personalidade... e percebi que esta curiosidade e o fato de tudo ser um grande mistério, de quase tudo ser desconhecido é o que faz isso tudo ser tão mágico e perfeito...

Durante a gravidez amamos algo que não conhecemos... que não vemos... que não sabemos nem como é... algo que durante as primieras e longas semanas nem sentimos... mas é um amor tão profundo... tão a prova de tudo... tão incondicional... tão diferente e maior que qualquer coisa sentida antes!!!
O serzinho que vive dentro de vc não te promete nada... não tem nada para te oferecer... e mesmo assim vc tem a certeza que daria a vida por ele e para ele!!!

Acho que isso é amor de mãe....

6 comentários:

Mommy-to-be disse...

Que post mais lindo!!!!

Com certeza isso é amor de mãe! E quem já tem seus filhos nos braços diz que a gente nem imagina o quanto esse amor ainda vai aumentar...aguenta coração!!!! =)

Bjins pra vcs

Ale Quejinho disse...

Pura verdade! E no segundo filho é na mesma prporçãone as incertezas e medos são os mesmos.
Ale

paty disse...

sem dúvidas amiga, esse sim é o verdadeiro amor, amar o desconhecido....
tambem sinto esse mesmo amor pela minha Beatriz...

bjusss

Juliana disse...

Esse é o mistério da maternidade!

Ju Silva disse...

Perfeito!

E a maternidade batendo a porta.
Amamos por amar, não por serem nossos pois não serão e sabemos disso, mas amamos da forma mais intensa e inexplicável... Ser mãe deve ser isso né, estamos aprendendo :)

.::Carol::. disse...

Oh! que post mais lindo!!!!
que amor imenso não?!?!
viajei longe imaginado como e quando vai ser a nossa vez...
apesar de saber que vai demorar...
beijos